Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

Seis farmacêuticos estão entre os principais cientistas de Imunologia do Brasil

Data: 10/05/2022

A organização científica Research.com, que avalia o desempenho de cursos, universidades, publicações e pesquisadores em diferentes áreas do conhecimento, publicou a 1ª edição do ranking dos principais cientistas da área de Imunologia. Seis farmacêuticos estão no ranking que reúne os 30 principais cientistas de imunologia do Brasil. A lista é baseada num rigoroso exame feito entre 166.880 cientistas de todo o mundo, por meio do Google Scholar e do Microsoft Academic Graph.

O ranking leva em consideração o número de publicações na área da Imonologia, total de citações do autor em artigos científicos e o índice H, ou h-index em inglês, cuja proposta é quantificar a produtividade e o impacto de cientistas, baseando-se nos seus artigos mais citados. O limite do índice h a ser considerado para aprovar um acadêmico é definido como 40 se a maioria de suas publicações for na área de Imunologia.

O objetivo é inspirar acadêmicos, empresários e tomadores de decisão saberem onde os principais especialistas estão e fornecer uma oportunidade para toda a comunidade científica descobrir quem são os principais especialistas em campos de pesquisa específicos, em diferentes países. “É uma métrica interessante e, para mim, funciona como uma espécie de avaliação de parte da minha carreira como pesquisador que é medida pelas minhas publicações”, afirmou Alexandre Barbosa Reis, que ocupou a 27 posição no ranking.

O farmacêutico Olindo Assis Martins Filho figura na 13ª posição entre os 30 imunologistas do Brasil e na 2.171ª colocação no ranking mundial. Olindo Assis Martins-Filho se destacou pelas contribuições à área de Imunologia, por meio de 280 publicações, 9.098 citações e valor 56 do índice H. Olindo atua como pesquisador titular da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Chefe do laboratório de Biomarcadores de Diagnóstico e Monitoração do Centro de Pesquisas René Rachou/Fiocruz-Minas.

A farmacêutica Andréia Teixeira Carvalho, da Fundação Oswaldo Cruz, ficou na 16ª posição no ranking nacional e na 2.485ª colocação entre os imunologistas de todo o mundo. Ela se destacou com 202 publicações, 7.178 citações e valor 53 do índice H. Pesquisadora do Instituto René Rachou Fiocruz-Minas, Andréia tem experiência na área de Saúde Pública, com ênfase em Imunologia e foi coordenadora do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde do instituto (2018 a 2021).

Na 19ª posição, está o farmacêutico José Carlos Farias Alves Filho, que se destacou com 133 publicações, 7.335 citações e valor de índice H 47. Professor Associado do Departamento de Farmacologia da Universidade de São Paulo (USP), José ocupou a 3.013ª colocação em nível mundial. Atualmente, José é membro da Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêutica Experimental, da Sociedade Brasileira de Imunologia e da British Society for Immunology.

Thiago M. Cunha ficou na 20ª posição, com 158 publicações, 8.001 citações e valor H de 44. No ranking mundial, Thiago ficou em 3.224 lugar. Ele possui graduação em Farmácia-Bioquímica pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (1999-2003), mestrado (2003-2005) e doutorado (2016) em Farmacologia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Luiza Guilherme Guglielmi ficou na posição 25, com 87 publicações, 5.087 citações e índice H 43. Ela ocupou a 3401 colocação mundial. A pesquisadora líder de grupo pelo CNPq em Imunopatologia da Febre Reumática e Desenvolvimento de Vacina contra o S. pyogenes, possui graduação em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal do Paraná (1976), Mestrado em Imunopatologia e Imunogenética - Universidade Paris VII (1982), doutorado em Imunologia pela Universidade de São Paulo (1992) e Livre Docência em Imunologia pelo Instituto de Ciências Biomédicas, Departamento de Imunologia, ICB-USP (2003).

O farmacêutico Alexandre Barbosa Reis, da Universidade Federal de Ouro Preto, figura na 27ª posição nacional e 3.459ª colocação no ranking mundial. Ele se destacou com 118 publicações, 5.684 citações e valor 42 do índice H. Alexandre é professor titular de Parasitologia Clínica do Departamento de Análises Clínicas da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e pesquisador sênior do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Doenças Tropicais (INCT - DT).

Ele conta que soube da classificação no ranking por um e-mail recebido do site research.com e comemorou por ter sido classificado entre os 30 pesquisadores brasileiros na área da Imunologia. “O ranking veio não só para me encher de vaidades, mas para reafirmar que nosso esforço enquanto pesquisadores "resilientes e guerreiros" valeu a pena, mesmo lutando contra a corrente de um país que ainda não tem uma política de Estado em ciência e tecnologia. E, por isto, sofre com governantes e políticos negacionistas que não valorizam a ciência como mola propulsora do desenvolvimento e da igualdade social, afirmou Alexandre.

Os farmacêuticos que se destacaram:
- Olindo Assis Martins Filho (13)
- Andréia Teixeira Carvalho (16)
- José Carlos Farias Alves Filho (19)
- Thiago M. Cunha (20)
- Luiza Guilherme Guglielmi (25)
- Alexandre Barbosa Reis (27)

Veja o ranking completo em https://research.com/scientists-rankings/immunology/br

Fonte: Comunicação do CFF

Fotos Relacionadas










TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700