Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

Conselho estreia na rede com campanha pelo Uso Racional de Medicamentos

Data: 03/05/2022

O Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos é comemorado nesta quinta-feira, 5/05. Para chamar atenção sobre os riscos da automedicação com produtos emagrecedores, principalmente aqueles divulgados como “fórmulas milagrosas”, o Conselho Federal de Farmácia (CFF) lançará uma campanha que inaugura a presença da entidade na rede social TikTok. “Por meio dessa rede, pretendemos atingir o público mais jovem, que normalmente não está atento às mensagens institucionais. A ideia é passar uma mensagem séria, mas de forma leve, com exemplos que dizem muito”, comenta o presidente do CFF, Walter Jorge João.

Pesquisa realizada pelo conselho e o Instituto de Pesquisas Datafolha vai levantar o comportamento do brasileiro quanto ao uso dessas substâncias, que muitas vezes sequer são autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e também de medicamentos para emagrecer. A pesquisa sobre o uso de chás emagrecedores terá alcance nacional e será aplicada nas próximas semanas, para um público-alvo maior de 16 anos de idade. Os resultados serão divulgados no final do mês.

 


A campanha é composta por oito vídeos curtos que serão divulgados ao longo de todo o mês de maio. Nos vídeos, os personagens procuram mostrar, de forma descontraída, que a automedicação é como dizem os ditados populares: “o barato que sai caro”, “as aparências enganam”, “com saúde não se brinca”, “todo cuidado é pouco”, entre outros. Ao final dos vídeos, o conselho convida o público a entrar na trend, escolhendo um ditado popular para passar uma mensagem sobre o uso racional de medicamentos. Os melhores vídeos que trouxerem a hashtag #cffnotiktok serão compartilhados no perfil. Os farmacêuticos, estudantes de Farmácia e a população em geral estão convidados a participar.

Em fevereiro, chamou atenção o caso de intoxicação e morte da enfermeira Edmara Silva de Abreu, de 42 anos, com hepatite tóxica fulminante, após consumo de cápsulas de um “chá emagrecedor” adquirido pela internet. A substância levava a marca de um fabricante cujos produtos tinham a venda proibida pela Anvisa desde 2020, por não estarem regularizados como medicamentos. Apesar de o comércio de produto com propriedades terapêuticas não autorizadas ser atividade clandestina, produtos similares ao que foi usado pela enfermeira continuam à venda em sites no Brasil. Chama atenção também o grande número de anúncios de medicamentos que somente poderiam ser vendidos com receita médica, sob controle especial, em perfis de redes sociais, ou seja, venda clandestina.

A ideia geral da campanha é mostrar que qualquer produto ou medicamento pode provocar reações indesejadas, algumas delas graves, se forem utilizados sem indicação, de forma errada ou combinados com outras substâncias, sejam naturais, alimentos ou medicamentos. “Não é porque é natural, que não faz mal”, alerta cartilha publicada pela Anvisa este ano. É importante lembrar que todo produto regular passa pelo crivo sanitário e tem um número de registro cadastrado ou menção como produto notificado no rótulo, o que pode ser verificado no site da Anvisa. A busca do registro também pode ser feita utilizando o nome do produto. A agência também mantém a lista dos produtos irregulares.

De acordo com a Lei Federal nº 6360/1976, a empresa fabricante de medicamentos ou produtos para a saúde deve possuir AFE (autorização de funcionamento), na Anvisa, e alvará sanitário emitido pela Visa estadual e/ou local. Isso vale para medicamentos fitoterápicos, alopáticos ou manipulados. Medicamentos e outros produtos com propriedades terapêuticas somente podem ser adquiridos pela internet em sites de farmácias que possuem loja física e farmacêutico responsável técnico presente durante todo o tempo de funcionamento do estabelecimento.

 

 

 

Fonte: Comunicação do CFF

Fotos Relacionadas










TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700