Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

Começam as aulas práticas do curso de vacinação do CFF

Data: 10/12/2021

   

 

O curso “Serviço de Vacinação por Farmacêuticos”, realizado pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), iniciou nesta sexta-feira (10/12) em Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS), o módulo presencial. As aulas vão até amanhã (11/12). Participarão desta última etapa da capacitação, profissionais já aprovados na modalidade à distância e autoinstrucional, com 40 horas-aulas. A avaliação do módulo teórico é feita na própria plataforma edu.farma, com 30 questões de múltipla escolha que devem ser concluídas em até cinco tentativas.

A coordenadora do curso e assessora da Presidência do CFF, Josélia Frade, destaca que os farmacêuticos mineiros e gaúchos serão os primeiros a contarem com o módulo presencial por estes estados terem tido, até agora, o maior número de aprovados no módulo à distância. “Quem ainda não se inscreveu, deve iniciar o quanto antes, e quem já está escrito, precisa concluir a parte teórica para que possamos levar o módulo prático para a sua região o mais rápido possível”.

Seguindo todas as normas e protocolos de biossegurança, os participantes irão aprender técnicas de paramentação e desparamentação, higienização das mãos para profissionais da saúde, elaboração do procedimento operacional padrão (POP), preparo de doses, técnicas administração de injetáveis por via subcutânea e intramuscular e descarte de seringas. Por isso, cada participante deverá portar avental e receberá material descartável individual.

A prática será feita por meio de um simulador para aplicação de injetáveis desenvolvido exclusivamente para esta finalidade. O dispositivo possui uma almofada sintética, com densidade semelhante ao músculo humano. Com o auxílio de um cinto ajustável, o dispositivo é posicionado no braço onde será feita a vacinação, e o farmacêutico realiza nele a técnica de aplicação.

Outro coordenador do curso é o conselheiro federal de Farmácia pelo Distrito Federal, Forland Oliveira, que também é professor em duas videoaulas, uma sobre componentes do sistema imunitário e outra sobre constituintes das vacinas. Forland comemora a formação das turmas para o início das atividades presenciais. “A parte prática marca a conclusão do curso e habilita os farmacêuticos na vacinação. Em breve teremos novas turmas práticas em outros estados, para isso é fundamental que todos se organizem para concluir a parte teórica de 40h o mais rápido possível para poder realizar o módulo prático e obter suas habilitações”.

 

Facilitadores

               

Renata Aline, Rosines Mioranza, Eloiza Campana e Patrícia Rodrigues

 

No módulo presencial em Belo Horizonte, a coordenadora técnica e farmacêutica Renata Aline de Andrade, será uma das facilitadoras. Renata é mestre em Imunologia pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), doutora em Ciências da Saúde pela Fiocruz Minas/CPqRR, tem pós-doutorado em Atenção Farmacêutica pela Universidade de Granada, na Espanha, e é professora do Departamento de Farmácia da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

A outra facilitadora de Belo Horizonte, farmacêutica Rosines Mioranza, é graduada pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Iniciou a carreira como farmacêutica no setor público, onde teve a oportunidade de participar das primeiras campanhas vacinais contra a gripe Influenza, entre outras. Atualmente, realiza em média 250 atendimentos em vacinação por mês. Chegou a aplicar 3.000 vacinas por mês durante a campanha de vacinação contra a gripe Influenza. “Embora o serviço de vacinação por farmacêuticos seja muito novo, a experiência prática adquirida nesse período me deu oportunidade de ser parte integrante dos facilitadores do curso de vacinação por farmacêuticos do CFF, composto por farmacêuticos especialistas em imunização”, comenta.

Rosines destaca que esta fase prática do curso vai muito além da técnica de aplicação. O foco é vivenciar todas as etapas da prestação do serviço de vacinação pelo farmacêutico. Os participantes aprenderão a avaliar cartões de vacinação e identificar a tomada de decisão quanto a demanda de vacinação recomendada para pacientes de diferentes faixas etárias, conforme os sistemas público e privado de saúde.

Em Porto Alegre, a farmacêutica Eloiza Helena Campana também será facilitadora do módulo presencial. Ela ressalta o importante papel da vacinação na prevenção e erradicação de doenças imunopreveníveis. "Esperamos que o módulo presencial do curso possa fortalecer a atuação do farmacêutico vacinador e a implantação desse serviço em farmácias e clínicas, além do impacto positivo na saúde das pessoas”. Eloiza é mestre e doutora em Ciências/Infectologia pela UNIFESP/EPM e professora adjunta do Departamento de Ciências Farmacêuticas da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Também será facilitadora em Porto Alegre, a farmacêutica Patrícia Almeida de Andrade Rodrigues, graduada em Farmácia – Bioquímica com Habilitação em Análises Clínicas – pela Escola de Farmácia da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Patrícia tem especialização em Farmacologia: Atualização e novas perspectivas pela Universidade Federal de Lavras (UFLA), é farmacêutica do SUS e contribui em campanhas de vacinação.

 

Fonte: Comunicação do CFF
Autor: Murilo Caldas

Fotos Relacionadas










TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700