Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Buscopan Composto e Buscopan Simples+Dipirona

Pergunta 7770/2012

Em certo hospital, o medicamento buscopam composto injetável foi despadronizado, havendo somente à disposição, buscopam simples e dipirona em formulações individuais. Caso essas apresentações sejam prescritas, a administração separadamente resultará na ação terapêutica esperada para o buscopam composto?

 

Resposta

Buscopam ® composto (fabricante Boehringer Ingelheim) é associação de butilbrometo de escopolamina (ação antiespasmódica) e dipirona (ação analgésica). Dipirona é um agente inflamatório não esteroidal, derivado de sulfonato de sódio de aminopirina, constituindo uma pirazolona. Exibe ação analgésica, anti-inflamatória e antipirética (Klasco, 2012).

A dose recomendada para adultos é de 0,5 a 1 g, pelas vias subcutânea, intramuscular, ou intravenosa, a cada 6 a 8 horas, até o máximo de 3 a 4 g/dia (FTN, 2010). Após administração intravenosa, a meia-vida plasmática é de aproximadamente 14 minutos. Solução injetável deve ser aplicada lentamente, não excedendo a velocidade de 500mg/min, como medida de prevenção a reações hipotensivas (Anvisa, 2012).

Este fármaco não deve ser misturado a outros medicamentos na mesma seringa, além disso, devido à possibilidade de incompatibilidade, a solução de dipirona sódica não deve ser administrada junto a outros medicamentos injetáveis (Anvisa, 2012).

Butilbrometo de escopolamina (Buscopan) é um composto de amônio quaternário e derivado semissintético da escopolamina. Possui ação anticolinérgica periférica, mas não apresenta ação central por não atravessar a barreira hematoencefálica (Klasco, 2012).

É indicado para espasmos do trato gastrintestinal (contrações do estômago e do intestino), espasmos do trato geniturinário (contrações e alterações dos movimentos dos canais dos órgãos sexuais e urinários) e espasmos das vias biliares (contrações e alterações nos movimentos dos canais que conduzem a bilis), assim como cólicas biliares e renais. Também auxilia nos procedimentos diagnósticos, nos quais o espasmo pode constituir um problema, como endoscopia gastrintestinal e radiologia (Anvisa, 2012).

As ampolas de Buscopan podem ser administradas por via intravenosa, de forma lenta, sendo o fármaco rapidamente distribuído para os tecidos. A dose diária não deve exceder cinco ampolas (100 mg). O medicamento pode ainda ser administrado via intramuscular ou subcutânea (Anvisa, 2012).

Butilbrometo de escopolamina deve ser injetado somente por via intravenosa ou intramuscular. Devido à possibilidade de incompatibilidades, não deve ser misturado com outros medicamentos na mesma seringa (Anvisa, 2012).

Devido à incidência, relativamente elevada, de agranulocitose e outros efeitos adversos observados, dipirona foi retirada do mercado dos EUA em 1979, no entanto, ainda é comercializada em outros países (Klasco, 2012).
A associação de butilbrometo de escopolamina com dipirona é uma das muitas associações injustificáveis e fabricadas pelas indústrias farmacêuticas. Há entre estes dois medicamentos, interação farmacêutica, que ocorre in vitro. Sendo assim, estes fármacos não devem ser administrados na mesma seringa por possibilidade de incompatibilidade. Também não devem ser administrados um após o outro pelo injetor lateral do equipo (pode restar preso às paredes do equipo, um, ou outro fármaco).

Bibliografia

1. Klasco RK (Ed): Drugdex System. Thomson MICROMEDEX, Greenwood Village, Colorado, USA. Disponível em: http://www.thomsonhc.com/. Acesso em: 13.09.2012.

2. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Formulário Terapêutico Nacional 2010: Rename 2010. 2a. edição. Brasília: Ministério da Saúde, 2010. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/FTN_2010.pdf.

3. Sanofi-Aventis. Bula do medicamento Novalgina (Dipirona Sódica). Disponível em: http://www4.anvisa.gov.br/BularioEletronico/. Acesso em: 13.09.2012.

4. Boehringer Ingelheim. Bula do medicamento Buscopan (Butilbrometo de escopolamina). Disponível em: http://www4.anvisa.gov.br/BularioEletronico/. Acesso em: 13.09.2012.

5. Boehringer Ingelheim. Bula do medicamento Buscopan Composto(Butilbrometo de escopolamina; Dipirona sódica). Disponível em: http://www4.anvisa.gov.br/BularioEletronico/. Acesso em: 13.09.2012.
 

15.10.2012.

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700