Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

Indústria, farmacêuticos e Anvisa debatem segurança na produção do medicamento

Data: 18/10/2011

A rastreabilidade e a falsificação de medicamentos foram os temas de destaque nos debates e mesas-redondas do II Seminário Nacional de Fabricação, Distribuição e Transporte de Produtos Farmacêuticos e Afins. O evento promovido pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF) em parceria do Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de São Paulo, nos dias 14 e 15 de outubro, em São Paulo, contou com a participação de representantes da indústria, distribuidoras, além da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Na solenidade de abertura do Seminário, o Presidente do CFF, Jaldo de Souza Santos, destacou a iniciativa da Comissão de Indústria do CFF e lembrou a importância do debate. “Precisamos discutir a logística do medicamento e todos os processos que nela estão envolvidos, assim como o papel orientador do farmacêutico”, disse.

À Mesa de abertura reuniu, ainda, o Presidente do Grupo de Trabalho de Indústria e Transporte do CFF e Conselheiro Federal por São Paulo, Ely Eduardo Saranz Camargo; o Tesoureiro do Conselho Regional de Farmácia de São Paulo (CRF-SP), Pedro Menegasso; o Presidente da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Hésio Cesar de Souza Maciel; o Diretor do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (Mackenzie), Roberto Rodrigues Ribeiro; e o Capelão da Universidade, Reverendo Fernando de Almeida.

Com a palestra “Ações de combate à falsificação de medicamentos”, o Chefe do Serviço de Inteligência da Assessoria de Segurança Institucional (ASEGI) da Anvisa, Adilson Bezerra, destacou a importância do farmacêutico na saúde. “O registro oficial do medicamento garante a segurança e eficácia. Sempre que precisar de um medicamento, a população deve procurar uma drogaria e exigir a presença do profissional farmacêutico no atendimento. O farmacêutico não é só mais um funcionário da farmácia. Ele é um prestador de serviço responsável pela orientação correta quanto ao uso do medicamento”, disse.

O Assessor-técnico do CFF, José Luis Maldonado, em sua apresentação, lembrou que, de acordo com a Lei 11.903/2009 - que define a criação do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos – a Anvisa tem até o início de 2012 para implantar e coordenar o Sistema Nacional de Controle de Medicamentos que envolve a produção, comercialização e dispensação. Maldonado lembrou, ainda, que o farmacêutico tem papel importante no controle e identificação de medicamentos falsificados, e que o avanço na rastreabilidade depende de um esforço conjunto. “Em vista da grande extensão da tarefa, é indispensável a união de todos os interessados para que a implementação do sistema de rastreamento de medicamentos, no Brasil, se realize, de forma ágil, eficiente e eficaz”, acrescentou.

Para Ely Eduardo Saranz Camargo, o Seminário cumpriu o seu papel de dar seqüência às discussões sobre o tema. “No primeiro evento, pudemos fazer um diagnóstico da atividade farmacêutica na indústria, transporte e armazenamento. Nesta segunda edição, já tivemos condições de fazer análises e propor soluções”, disse.

O Grupo de Trabalho de Indústria e Transporte do CFF é composto pelos farmacêuticos Ely Eduardo Saranz Camargo; Maria Goretti Arrais de Morais Resende; Valéria Neri Duarte; Sonja Helena Madeira Macedo; Edson Rolemberg Albuquerque Júnior. Contato com o Grupo de Trabalho pode ser feito pelo e-mail comind@cff.org.br

Fonte: CFF
Autor: Veruska Narikawa

Fotos Relacionadas

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700