Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

Dia Mundial do Câncer: prevenção e tratamento são desafios

Data: 02/02/2018

O Dia Mundial do Câncer – celebrado em 4 de fevereiro – traz à tona a necessidade de controle dessa doença que ainda mata milhões de pessoas ao redor do mundo. A data foi instituída pela União Internacional para o controle do Câncer em 2005. Desde 2016, a campanha traz como tema “Nós podemos. Eu posso”. O objetivo da mensagem é reduzir essa enfermidade no planeta e disseminar informações que ajudem na prevenção.

O presidente da Sociedade Brasileira de Farmacêuticos em Oncologia (Sobrafo), Mário Jorge Sobreira, ressalta como estratégia importante nessa direção a adoção de práticas saudáveis e a redução dos fatores de risco.“Dentre elas podemos destacar a adoção de hábitos saudáveis; especialmente em relação à alimentação; exercícios físicos, que também têm sido uma estratégia importante para evitar o sobrepeso e diminuir os índices de obesidade, que são hoje grandes fatores de risco relacionados ao desenvolvimento do câncer".

Mário Sobreira destaca, ainda, que a diminuição do consumo de tabaco e de álcool, além de outras estratégias que vêm sendo adotadas, como a diminuição do uso de agrotóxicos nos alimentos, também podem contribuir para evitar a doença.

Para Sobreira, o Brasil possui quantidade insuficiente de serviços especializados e precisa avançar para reduzir os impactos e a mortalidade provocados pelo câncer, ampliando o acesso ao diagnóstico precoce. "Precisamos, em termos governamentais, ampliar o número de centros habilitados para o tratamento do câncer. Esse é um processo complexo, considerando que esses serviços precisam atender a uma diversidade de critérios de qualidade para que possam fazer um tratamento adequado do paciente. Esse tem sido um grande desafio hoje a ser superado".

Hoje existem cerca de 300 unidades de tratamento no País, sejam elas públicas ou filantrópicas conveniadas que prestam serviços ao governo. A legislação brasileira determina a implantação de 450 centros – um para cada 500 mil habitantes.

Farmacêutico x Câncer

O presidente da Sobrafo lembra que o farmacêutico pode oferecer contribuições importantes no processo da promoção da saúde e da prevenção do câncer. Ele pode auxiliar, por exemplo, nos programas de combate ao tabagismo dentro do sistema de saúde. "Além disso, é o profissional habilitado para realizar preparo e a manipulação dos medicamentos antineoplásicos, considerando o risco ocupacional que estes envolvem. Ele também contribui significativamente para o uso seguro e racional dos medicamentos para o tratamento do câncer".

Mário Sobreira explica que os farmacêuticos também são responsáveis por uma diversidade de outras atividades relacionadas ao tratamento do câncer como a farmacovigilância, pois os medicamentos utilizados no tratamento provocam muitas reações adversas.

De acordo com estimativa da Organização Mundial da Saúde, cerca de 200 mil pessoas morrem por ano devido ao câncer no Brasil.

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) e o Ministério da Saúde (MS) estimam a ocorrência de cerca de 600 mil casos novos de câncer no Brasil em 2018.

Para ouvir essa e outras notícias, acesse a Rádio News Farma: www.agenciaradioweb.com.br.

Fonte: Comunicação do CFF

Fotos Relacionadas

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700