Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias Gerais

Brasileiros identificam células bioativas contra o câncer de mama

Data: 19/07/2017

Professores mineiros conseguiram progressos importantes no desenvolvimento de novas moléculas bioativas capazes de combater uma das formas mais agressivas do câncer de mama, bem como as células-tronco responsáveis pelo agravamento dessa doença. O estudo vem sendo desenvolvido pelo Núcleo de Pesquisa em química Biológica do Campus Centro-Oeste da Universidade Federal de São João Del Rei.

Um dos responsáveis pelo trabalho é o farmacêutico Gustavo Viana. Viana aliou seus estudos sobre a síntese de alcaloides – de substâncias parecidas com as encontradas em esponjas marinhas – com os trabalhos desenvolvidos pelo doutor Fernando Varotti – com foco na malária. Os cientistas identificaram moléculas ativas contra a doença, com atuação também em linhagens tumorais humanas. “Conseguimos demonstrar a ação dessas substâncias em um modelo de câncer de mama mais próximo de uma situação real em pacientes", afirma Gustavo Viana.

Segundo o farmacêutico, esses compostos se mostraram ativos contra células-tronco tumorais mamárias in vitro, demonstrando um futuro potencial terapêutico no tratamento do câncer de mama. "Nesse trabalho, nós utilizamos uma linhagem de câncer de mama triplo negativa, ou seja, ele é um tumor agressivo que não expressa os biomarcadores mais comumente utilizados como alvo quimioterápico, que costuma ser mais resistente ao tratamento quimioterápico padrão e, com isso, ele tem um pior prognóstico."

O trabalho chamou a atenção fora do País e foi selecionado para ser destaque neste mês de julho na revista Chemical BiologyDrug Design. A publicação da área de química medicinal valoriza pesquisas com foco multidisciplinar. A participação na equipe de biólogos e de um farmacêutico especializado em compostos orgânicos foram cruciais para o avanço da pesquisa. “É o reconhecimento de que estamos trilhando o caminho correto", comemora.

Para Gustavo, o avanço da pesquisa depende agora do estudo do comportamento dessa substância em modelos in vivo, da compreensão de sua eficácia e segurança e de estudos sobre fórmulas farmacêuticas que possam ser administradas em pacientes.

Gustavo Viana é formado em Farmácia, além de mestre e doutor em Química pela Universidade Federal de Minas Gerais. É professor Associado, líder do Núcleo de Pesquisa em Química Biológica e coordenador do Laboratório de Síntese Orgânica no campus de Divinópolis da Universidade Federal de São João Del Rei.

A pesquisa é financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Fonte: Comunicação do CFF

Fotos Relacionadas

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700