Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Dengue, chikungunya e zika

CFF lança, em Recife (PE), campanha nacional contra o Aedes aegypti

Data: 21/03/2016

Foi lançada, neste sábado (19 de março), campanha que reúne iniciativas de farmacêuticos de todo o País para ajudar no combate ao mosquito Aedes aegypti e na identificação e apoio ao tratamento das doenças transmitidas pelo mosquito: dengue, chicungunya e zika. A ação, coordenada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), conta com a participação de todos os conselhos regionais de Farmácia e de entidades parceiras.

"O CFF escolheu Pernambuco para o lançamento nacional da campanha por ser esta uma das unidades da Federação que, hoje, mais necessita da contribuição que os farmacêuticos têm a dar à população, em relação à incidência dessas arboviroses", anunciou o secretário-geral do CFF, José Gildo da Silva, que abriu as atividades, em Recife, representando o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João.

O lançamento foi realizado, às 9h, no segundo jardim da Praia de Boa Viagem, na zona sul da capital pernambucana. O ato reuniu centenas de farmacêuticos e estudantes de Farmácia, representantes da indústria e da secretaria de Saúde do Município, para conscientizar a população sobre formas de combate aos focos do mosquito e sobre como identificar os sinais e sintomas das doenças relacionadas ao vetor.

"Esse é um momento de a categoria, como agentes qualificados de saúde que somos, contribuir com toda a população e ajudar a diminuir os impactos negativos dessas doenças para as pessoas. Nós temos uma importância muito grande para a população e, a cada dia, isso se faz mais presente. Em todos os locais onde o farmacêutico atua, ele faz a diferença. Essa campanha, que estamos lançando aqui e no Brasil inteiro, serve também para aproximar ainda mais o farmacêutico da população", ressaltou Dr. José Gildo.

O evento teve a adesão da comunidade recifense e dos banhistas que passavam pela orla de Boa Viagem. O CFF e o Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE), anfitrião do evento, convidaram os farmacêuticos pernambucanos e os acadêmicos de Farmácia para participar do lançamento da campanha. “Queremos mostrar, também, aos estudantes, a importância de se prestar um atendimento mais próximo e humanizado às pessoas”, explicou o secretário-geral do CFF.

Neste momento de uma assustadora proliferação do mosquito e do crescente número de casos das doenças, os farmacêuticos podem ajudar a população no esclarecimento de dúvidas, na identificação dos sinais e sintomas, no encaminhamento aos serviços de saúde - quando necessário -, na prescrição das terapias adequadas aos casos diagnosticados e no acompanhando dos pacientes em tratamento.

A presidente do CRF-PE, Giselda Castro Lemos de Freitas, disse, em seu discurso, que a população do Estado poderá contar com farmacêuticos nos estabelecimentos de saúde pública e privada para obter orientações com relação à dengue, à chicungunya e à zika. "Os farmacêuticos estão preparados para orientar a população sobre o uso correto dos repelentes, assim como sobre quais são os produtos mais adequados por faixa etária e para gestantes. Estamos preparados para ensinar, também, sobre o uso racional de medicamentos contra essas doenças", complementou Dra. Giselda Castro.

O CRF-PE solicitou à prefeitura do Município a interdição de um trecho da Avenida Boa Viagem, à altura do segundo jardim. No local, foi montada uma estrutura com palco, toldos e serviço de som, onde foram distribuídos materiais informativos, como folders, camisetas, viseiras e sacolas de lixo para carro com o slogan da campanha. Parte dos farmacêuticos e estudantes de Farmácia voluntários espalhou-se pela praia, divulgando o material informativo e prestando esclarecimentos aos banhistas.

Para atrair o interesse da população, foi realizado um aulão de zumba, logo no início da manhã. Muitos frequentadores da praia e do calçadão juntaram-se aos profissionais da saúde e dançaram ao ritmo de frevo, axé, funk e ritmos latinos. Atores contratados brincavam com o público, fantasiados de farmacêuticos, mosquitos e até de repelente. Além deles, de longe, se notava a presença de um boneco gigante, ao estilo dos tradicionais bonecos de Olinda, representando o Aedes aegypti. E a mobilização seguiu, até às 13h, ao som dupla Mateus e Catarina.

A CAMPANHA – “Farmacêuticos em ação: todos contra o Aedes aegypti” continua com o atendimento dos farmacêuticos nas farmácias comunitárias e nos estabelecimentos hospitalares e dos centros de saúde públicos e privados. Está sendo viabilizada por meio de uma parceria entre o CFF, os CRFs e entidades parceiras, como a Sociedade Brasileira de Farmácia Comunitária (SBFC), a Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag), a Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar (Sbrafh) e a Executiva Nacional dos Estudantes de Farmácia (Enefar).
 

Fonte: Comunicação do CFF
Autor: Murilo Caldas

Fotos Relacionadas

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700