Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias Gerais

Anfarmag Rio tem nova diretoria

Data: 13/11/2009

A nova diretoria da Associação Nacional de Farmácias Magistrais do Rio de Janeiro (Anfarmag Rio), biênio 2009/2011, tomou posse no dia 28 de outubro, no Rio de Janeiro. A palavra de ordem no discurso dos futuros dirigentes da Associação é “aproximação”, diálogo com outras entidades do setor farmacêutico e com o poder público, no intuito de fortalecer o segmento magistral.
A nova diretoria será composta por Luciana Colli (presidente), Aline Coppola Napp (vice-presidente), Alfredo Mattos Neto (secretário-geral), Thatyana Lima (secretária-geral), Maria Elisabete Durante (tesoureira) e Guilherme Feres (segundo-tesoureiro).
Em seu discurso, a vice-presidente Aline Napp destacou a parceria que precisa ser estabelecida entre as entidades do setor. “Temos que trabalhar com os olhos voltados para o futuro da profissão, que carece de apoio e solidariedade. Para isso, é fundamental que eliminemos as distâncias das siglas, como CRF-RJ, Ascoferj, Sinfaerj e Sincofarma Rio. É claro que as entidades devem se manter fiéis aos seus propósitos, mas fazemos parte de um bloco monolítico. As oposições devem ser debatidas de maneira democrática e não como causa de cisão entre os dirigentes. Somos, acima de tudo, profissionais da área de saúde. Separados, perdemos energia e substância”, defende Aline.
A presidente Luciana Colli, que discursou após Aline, concorda e diz que a gestão anterior já iniciou o diálogo com outras entidades e que ela pretende dar continuidade a esse processo. Além disso, Luciana acha que os demais profissionais da área de saúde, como enfermeiros e médicos, precisam conhecer melhor o trabalho da farmácia magistral e sua importância para a população. “Vamos participar de eventos e fazer campanhas para divulgar a farmácia de manipulação”.
Além da parceria com outras entidades, a nova diretoria pretende também realizar campanha sobre medicamentos manipulados, conscientizar sobre os perigos da concorrência predatória no setor e criar uma ouvidoria local.
Atualmente, de acordo com dados do Conselho Federal de Farmácia, são cerca de 7,4 mil farmácias com manipulação no país. No estado do Rio, constam 700 inscritas no Conselho Regional de Farmácia, das quais 330 são associadas à Anfarmag Rio.

Aproximação vista com bons olhos
Vigilância Sanitária Municipal (Visa-RJ), Associação do Comércio Farmacêutico do Estado do Rio de Janeiro (Ascoferj), Conselho Regional de Farmácia do Estado do Rio de Janeiro (CRF-RJ), delegados e deputados estiveram presentes na posse da nova diretoria da Anfarmag Rio.
Na opinião do coordenador de fiscalização da Visa-RJ, Paulo Maurício Ballado, a aproximação do órgão regulador com a Anfarmag Rio vai permitir entendimento mútuo sobre os problemas que cada lado enfrenta, acarretando melhoras na qualidade da farmácia no Brasil. “A proximidade permite separar a farmácia séria daquela que está apenas interessada nos lucros do negócio, sem respeitar a legislação e a segurança do consumidor. Percebemos, por exemplo, que os estabelecimentos éticos estão lutando para se adequar à RDC 67, altamente complexa, com exigências semelhantes às que são feitas às indústrias farmacêuticas”, comenta. Para Ballado, a farmácia magistral vem ao encontro de uma nova filosofia de vida: as pessoas querem se sentir únicas. “O medicamento manipulado concede esse status de exclusividade”, diz.
Para o vice-presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Rio de Janeiro (CRF-RJ), Marcus Athila, a profissão farmacêutica só tem a ganhar com a união de forças. “O farmacêutico ainda não ocupa o lugar que deveria. A união vai promover o reconhecimento da população sobre nossos serviços”, comenta. Segundo Athila, a regulamentação excessiva dos últimos três anos, imposta pelo setor regulador, elevou os custos da farmácia e encareceu o medicamento. “A pressão que o setor magistral vem sofrendo acaba inibindo o crescimento e elevando o preço do produto. Isso é muito grave num país em que metade da população não tem acesso aos medicamentos”, destaca.
 

Fonte: Anfarmag
Autor: Viviane Massi - Anfarmag

Fotos Relacionadas

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700