Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

ARTIGO

Data: 16/10/2009

 

Jaldo de Souza Santos – um nome bem acima das miudezas da vida

 

Jaldo de Souza Santos, farmacêutico e advogado, Presidente do Conselho Federal de Farmácia (CFF), é, sem dúvida, um ícone da profissão farmacêutica. Aclamado pelos seus pares, ele é reconhecido pela sociedade brasileira e por farmacêuticos de todo o mundo como um benfeitor destemido, que luta para que a população tenha acesso universalizado aos medicamentos e aos serviços farmacêuticos, e para que a sua categoria cresça, organize-se e se prepare, técnica e cientificamente, para atender à demanda de uma sociedade carente de serviços de saúde. E mais: que os farmacêuticos sejam conscientes de suas responsabilidades sociais.

A resposta da sociedade à luta de Dr. Jaldo vem, de forma singela, por meio dos oito títulos de cidadania, comendas e prêmios nacionais e internacionais a ele conferidos. Dos estudantes de Farmácia de todo o País, vem pelas homenagens e outras manifestações de carinho e respeito. Aliás, aproveito para lembrar que Jaldo foi 240 vezes patrono e paraninfo de turmas de formandos. E já há outros dez convites para paraninfar novas turmas.

Em sua luta em defesa da profissão farmacêutica, candidatou-se, em chapa única, a Conselheiro Federal de Farmácia por Goiás, com possibilidades de se reeleger Presidente do CFF. Acontece que concomitantemente se realizam eleições a conselheiros e diretores do CRF-GO, numa disputa renhida e até salutar, não fossem as acusações perigosas de integrantes de ambas as chapas que pleiteiam as vagas oferecidas no Conselho Regional de Goiás.

Entretanto, o calor da competição está jogando injustos respingos acusatórios em Jaldo que, como Presidente do Conselho Federal, como magistrado, protege, com veemência, o processo eleitoral, em todo o Brasil.
Conheço bem o Jaldo; sei de sua força, do seu caráter e do seu amor à profissão farmacêutica; sei de todos os passos de sua vida, pois a escrevi em livro que comemorou os seus 50 anos de profissão. Acho que as partes que lutam por uma eleição, os seus amigos e colegas, todos devem preservar, com respeito, os seus 75 anos de idade, a sua imagem de homem probo, sério, honesto, sem contar o fato de ele ser um líder inconteste de todos os farmacêuticos brasileiros.

Assim, estarão preservando a própria profissão farmacêutica e a instituição que ele preside, com destemor, firmeza, competência e, principalmente, com sobriedade. A profissão que tem um Jaldo como líder possui um gigante em sua defesa, que busca o reconhecimento social e o processo de valorização de toda a categoria.

Portanto, a imagem de Jaldo deve ser resguardada, porque ela representa a própria instituição – o CFF – e a profissão forte, respeitada e indestrutível. Aliás, ninguém, neste País, traduz tão bem a profissão farmacêutica quanto ele.

Foi Jaldo que, à frente do Conselho Federal de Farmácia, trouxe a profissão farmacêutica para o reconhecimento social, por um caminho – belíssimo, diga-se de passagem – em que ele sempre acreditou: o de que, servindo bem à sociedade, o farmacêutico mereceria o respeito da mesma.

Ora, esta lógica de Jaldo não se encerra, aí. Ele sabe que, para servir bem, o farmacêutico tem que se qualificar, técnica e cientificamente; tem que se dotar de conhecimentos universais e humanísticos e se conscientizar de suas responsabilidades sociais como profissional da saúde. E, assim, está sendo feito. O resultado disso é uma verdadeira revolução no seio da profissão farmacêutica. Nunca, em toda a sua história, ela sofreu tantas mudanças positivas quanto na gestão de Jaldo como Presidente do CFF. Não há quem negue isso.

É o que penso.
 

Fonte: Jornal Diário da Manhã
Autor: Ubirajara Galli

Fotos Relacionadas

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700