Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias Gerais

Após novo caso, EUA tentam conter contágio de ebola

Data: 16/10/2014

As autoridades de saúde dos Estados Unidos anunciaram ontem que uma segunda enfermeira do Texas contraiu ebola e que ela viajou em um voo comercial antes de ser diagnosticada.

O diretor dos Centros dos EUA para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), Thomas Frieden, disse que são "muito baixas" as chances de os demais 132 passageiros do voo entre Cleveland e Dallas serem contaminados, já que Vinson não vomitou e não teve sangramentos durante a viagem. Na terça-feira, Frieden já havia reconhecido falhas no combate à doença. "Poderíamos ter mandado uma equipe de controle mais forte (...) e sido mais práticos com o hospital sobre como administrar exatamente a situação", disse. Dois deputados republicanos pediram ontem a demissão de Frieden.

Ontem, o presidente Barack Obama cancelou uma viagem que faria para ajudar candidatos do partido em campanha eleitoral e fez uma reunião de alto nível na Casa Branca para examinar as ações do governo na prevenção contra o ebola.

A enfermeira Amber Vinson, de 29 anos, havia participado da equipe que cuidou de Thomas Eric Duncan, a primeira vítima da doença diagnosticada nos Estados Unidos. Ela viajou de avião na segunda-feira, quando já começava a ter febre, e se apresentou a um hospital somente no dia seguinte. O CDC já identificou três pessoas que tiveram contato direto com a enfermeira e está tentando se comunicar com todos os passageiros do voo. O ebola não é transmissível durante a fase de incubação, somente quando a pessoa começa a apresentar os primeiros sinais da doença - e por meio de contato com fluidos corpóreos.

O sindicato União Nacional dos Enfermeiros criticou o hospital Presbiteriano de Saúde do Texas, em Dallas, por não ter protocolos para cuidar de pacientes com ebola, não dar treinamento avançado para os enfermeiros e de fornecer a eles equipamentos insuficientes. O sindicato disse ainda que o hospital deixou Duncan durante várias horas junto com outros pacientes em uma mesma área.

A notícia de que a enfermeira esteve num voo comercial fez com que as ações das maiores empresas aéreas dos EUA caíssem entre 2% e 4% ontem.

Até agora, cerca de 4.500 pessoas já morreram na África Ocidental, principalmente em Serra Leoa, Guiné e Libéria. Anteontem, a Organização Mundial da Saúde previu que o número de novos casos semanais de ebola nos três países pode saltar para entre 5.000 e 10.000 até o início de dezembro. A taxa de mortalidade é de aproximadamente 70%.

Fonte: Valor Econômico

Fotos Relacionadas

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700