Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

Antibióticos devem ser enquadrados como medicamentos controlados ( Declaração do presidente do CFF, Jaldo de Souza Santos)

Data: 17/06/2009

Representantes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), dos Conselhos Federal de Farmácia (CFF) e de Medicina, Sociedades científicas da área da saúde e outros órgãos do setor reuniram-se, hoje (17.06) pela manhã, na sede do Conselho Regional de Farmácia de São Paulo (CRF-SP), para discutir uma ação conjunta entre as instituições, com vistas a combater o uso inadequado de antibióticos.

No centro das preocupações, está a grave questão da resistência bacteriana, fruto do uso indiscriminado desses medicamentos. Uma proposta a ser debatida na reunião será a de a Anvisa incluir os antibióticos na lista de medicamentos controlados, ou seja, que exigem a retenção de receita na farmácia. O Presidente do CFF, Jaldo de Souza Santos, disse a jornalistas, hoje, em Brasília, que a Anvisa precisa do apoio de todos para levar a efeito a proposta. “O interesse econômico, obviamente, irá contrapor-se a esta idéia”, alertou.


Souza Santos explicou à imprensa que, no Brasil, os medicamentos de tarja vermelha, a exemplo dos antibióticos, devem ser dispensados sob prescrição médica. “Mas, aqui, os estabelecimentos farmacêuticos são, em verdade, estabelecimentos comerciais e agem enquanto tal. Por isso, buscam o lucro a qualquer custo, inclusive vendendo antibióticos sem receita médica”, denunciou.


Ressaltou que os antibióticos usados inadequadamente geram gravíssimos problemas de saúde, como o insucesso terapêutico e a resistência bacteriana. “A Anvisa se convenceu de que precisava mesmo adotar uma postura mais dura em relação à venda dos antibióticos. Incluir esses medicamentos na lista de controlados é uma atitude correta e que precisa do apoio de todos”, acrescentou Dr. Jaldo. Disse mais: “Sempre lutamos para que o controle na venda dos antibióticos fosse rigoroso. Afinal, se a fiscalização funciona, no caso dos medicamentos de tarja preta, por que não funcionaria com os de tarja vermelha?”, perguntou.


CRF-SP - Um levantamento realizado por fiscais do CRF-SP, de junho a setembro de 2008, constatou que 68% dos estabelecimentos farmacêuticos que participaram da pesquisa dispensam antibióticos e antiinflamatórios sem receita médica. Foram consultados 2.769 estabelecimentos.
 

Pelo jornalista Aloísio Brandão,
Assessor de Imprensa do CFF.
 

Fonte: CFF
Autor: Assessoria de Imprensa do CFF

Fotos Relacionadas

TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700