Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias Gerais

Nigéria registra 3ª morte por ebola; Canadá vai doar vacina à OMS

Data: 14/08/2014

Um nigeriano que trabalhava na Comunidade Econômica de Estados de África Ocidental (Ecowas) morreu após ser contaminado pelo vírus do ebola, se tornando a terceira vítima da doença na Nigéria. Jatto Asihu Abdulqudir, 36, foi posto em quarentena após ter contato com Patrick Sawyer, a primeira vítima do vírus em território nigeriano, informou a Ecowas em comunicado divulgado nesta quarta-feira. Sawyer, um funcionário americano, viajou no final de julho da Libéria para a Nigéria para participar de uma conferência da Ecowas em que Asihu Abdulqudir também esteve presente. Uma das enfermeiras que trataram Sawyer em Lagos, a principal cidade nigeriana, também morreu em consequência da doença.

A ECOWAS já desinfetou todas suas instalações em Lagos buscando garantir a segurança de todos seus membros, explicou o órgão no comunicado, que não informou a data da morte de Asihu Abdulqudir. "Intensificamos a campanha de sensibilização sobre este vírus mortal entre nossa equipe e queremos utilizar esta oportunidade para invocar o espírito de solidariedade e ajuda mútua", acrescentou.

Epidemia O presidente da Nigéria, Jonathan Goodluck, declarou na semana passada "estado de emergência" para lutar contra o vírus, que já infectou 13 pessoas no país, segundo os últimos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). O surto de ebola na África Ocidental já matou 1.013 mortes desde que surgiu em março na Guiné, de onde se espalhou para Serra Leoa, Libéria e Nigéria.

O vírus do ebola, transmitido pelo contato direto com sangue e fluidos corporais de pessoas ou animais infectados, causa hemorragias graves e tem taxa de mortalidade de até 90% .

Alemanha A Alemanha pediu a seus cidadãos que deixem Libéria, Guiné e Serra Leoa devido à preocupação com o vírus ebola, disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores nesta quarta-feira. "O grupo de gerenciamento de crise do governo reuniu-se esta manhã para discutir a questão do ebola. O grupo decidiu solicitar a todos os cidadãos alemães na Guiné, Serra Leoa e Libéria que saiam", disse ele.

O pedido não se aplica aos médicos e aos funcionários da diplomacia alemã. As embaixadas permanecerão abertas.

Canadá O Canadá anunciou nesta terça-feira que vai doar à Organização Mundial da Saúde (OMS) até 1.000 doses de um medicamento experimental contra o ebola desenvolvido por pesquisadores canadenses para utilização nos países africanos mais afetados pela doença.

A ministra da Saúde do Canadá, Rona Ambrose, disse, em comunicado, que o país vai doar entre 800 e 1.000 doses do medicamento, das cerca de 1.500 que detém. Segunda a ministra, a vacina, conhecida como VSV-Ebov, nunca foi testada em seres humanos, apenas em animais, e os resultados foram animadores. "O Canadá acredita que a vacina experimental é um recurso global, por isso estamos partilhando com a comunidade internacional, uma vez que temos pequena quantidade no país", disse Rona.

Fonte: Portal Valor Econômico

Fotos Relacionadas

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700