Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias Gerais

Uma doença exclusiva dos homens

Data: 16/12/2013

No século passado, foi a ressecção de parte dos pulmões no tratamento da tuberculose substituída por remédios como estreptomicina.

A operação da úlcera de estômago foi trocada por remédios que tratam o "Helicobacter pylori", que provoca a lesão na maioria dos casos.

Os portadores da doença de Peyronie, bem conhecida dos médicos mas pouco comentada, receberam um sopro de esperança na semana passada. A FDA, agência que controla remédios e alimentos nos EUA, aprovou o uso de um medicamento biológico para a doença.

Se o remédio confirmar sua ação em muitos pacientes, será o primeiro tratamento não cirúrgico para o problema. A cirurgia nem sempre dá resultados satisfatórios.

Na doença de Peyronie, surge uma placa fibrosa sob a pele do pênis. Ela afeta homens entre 40 e 60 anos, com incidência estimada de 1% a 5% na população masculina.

Na ereção, provoca dolorosa curvatura do órgão, dificultando a atividade sexual. Com frequência, leva o portador à depressão.

Aplicado no pênis por injeções, o remédio atuaria no colágeno, proteína cujo excesso cria a placa fibrosa que causa a curvatura do órgão.

Só deve ser aplicado por especialistas, já que reações adversas foram relatadas. Testes com 832 pessoas atestam a segurança e eficácia da droga, segundo o fabricante.

Fonte: Folha de S. Paulo
Autor: Julio Abramczyk

Fotos Relacionadas

TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700