Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias Gerais

Mortalidade por câncer cresce 8% em quatro anos

Data: 13/12/2013

A mortalidade por câncer no mundo cresceu 8% em quatro anos - 8,2 milhões de pessoas morreram da doença no ano passado, contra 7,6 milhões em 2008, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).

O aumento mais acentuado foi nas mortes por câncer de mama, que cresceram 14% nesse período. A doença matou cerca de 522 mil mulheres em 2012.

Os dados são do relatório elaborado pelo Iarc (International Agency for Research on Cancer), ligado à OMS, que fornece estimativas para 28 diferentes tipos de câncer em 184 países e um panorama sobre o impacto da doença no mundo.

Segundo a OMS, o aumento de mortes e diagnósticos de câncer se deve a mudanças no estilo de vida de países em desenvolvimento e às dificuldades de fazer com que os avanços médicos para combater a doença atinjam as mulheres que vivem nessas regiões.

O documento estimou que 14 milhões de pessoas tenham recebido um diagnóstico de câncer em 2012, em comparação com 12,7 milhões em 2008.

Segundo o texto, os tumores mais comumente diagnosticados no mundo em homens e mulheres juntos são os de pulmão, mama e os colorretais. Os tipos de câncer que mais causaram mortes são de pulmão, fígado e de estômago.

O Iarc prevê ainda um aumento substancial em casos de câncer no mundo. Em 2025, a doença deve atingir 19,5 milhões de pessoas por ano com o aumento e o envelhecimento da população.

O número de pessoas com câncer deve aumentar em todo o mundo, mas há grandes diferenças entre as estimativas de países ricos e pobres.

Enquanto as taxas de novos casos de câncer ainda são mais altas nos países desenvolvidos, as taxas de morte são relativamente mais altas em países menos desenvolvidos por causa de dificuldades no acesso a tratamento e no diagnóstico precoce.

Um exemplo da desigualdade está nos números de câncer do colo do útero, que pode ser evitado com rastreamento e detecção precoce por exame de Papanicolaou.

Na África subsaariana, 34,8 tumores do tipo são diagnosticados em cada 100 mil mulheres, e 22,5 pacientes em cada 100 mil morrem da doença. Na América do Norte, os números são, respectivamente, 6,6 e 2,5 por 100 mil mulheres.

No Brasil, as taxas são mais altas na região Norte são 24 casos por 100 mil mulheres. A média nacional é de 17 casos por 100 mi mulheres.

Segundo a OMS, mais de 85% dos casos de câncer do colo do útero ocorrem nos países em desenvolvimento.


NÚMEROS DA DOENÇA

8,2 milhões
morreram da doença em 2012, 8% a mais do que em 2008

14,1 milhões
desenvolveram a doença em 2012, 11% a mais do que em 2008

1,7 milhão
de mulheres recebeu diagnóstico de câncer de mama no ano passado

522 mil
mulheres morreram de câncer de mama em 2012, 14% a mais do que em 2008

Fonte: Folha de S. Paulo

Fotos Relacionadas

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700