Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias Gerais

Os problemas de se jogar medicamentos no lixo comum

Data: 05/11/2013

Cada vez mais medicamentos são descartados de maneira errada no País: 86% da população admite jogá-los no lixo comum ou no vaso sanitário, segundo pesquisa da Faculdade Oswaldo Cruz. O hábito ameaça o Meio Ambiente: as substâncias contaminam com facilidade a água e o solo, causando prejuízos às plantas, aos animais e ao ser humano.

Quando medicamentos vencidos vão parar em aterros sanitários, há risco para os catadores, que podem fazer uso irregular dos produtos. Há prejuízo, também, para a segurança pública, já que há quadrilhas de traficantes especializadas em vasculhar o chamado lixo químico, segundo o superintendente de Saúde da Secretaria de Estado do Ambiente, Luiz Tenório.

Ao contaminar mares e rios, as drogas causam danos ao organismo de quem tem contato com a água. Também podem ‘matar’ bactérias benéficas e fragilizar árvores e plantas quando atingem o solo.

Mês passado, o Ministério do Meio Ambiente anunciou a aprovação da viabilidade técnica e econômica da implantação do sistema de logística reversa de medicamentos (compromisso dos fabricantes de receberem produtos descartados para destinação final adequada). O documento está em elaboração e será debatido pela indústria, governo e municípios.

Soluções existem, mas ainda não são disseminadas no Brasil, como manipulação, fracionamento - venda de quantidade certa para o tratamento - ou coleta seletiva.

Fonte: Guia da Farmácia Online

Fotos Relacionadas

TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700