Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

A Farmácia perde o professor Francisco José de Abreu Matos

Data: 22/12/2008

É com pesar que o Conselho Federal de Farmácia comunica o falecimento do professor Francisco José de Abreu Matos, ocorrido, nesta segunda-feira (22.12.08), em Fortaleza (CE), onde ele morava. O professor Matos tinha 84 anos e faleceu em decorrência de problemas cardíacos.

Francisco José de Abreu Matos era filho, neto e bisneto de farmacêuticos e herdeiro das Pílulas de Mattos. Formado farmacêutico-químico, em 1945, pela Universidade do Ceará (atual Universidade Federal do Ceará - UFC). Foi professor de Farmacognosia na Faculdade de Farmácia e Odontologia dessa Universidade, de 1951 a 1970. Em 1960, doutorou-se em Farmacognosia, passando a ocupar o cargo de professor titular, nesse mesmo ano. Transferiu-se para o Departamento de Química e Graduação e Pós-graduação, de 1971 a 1980, quando se aposentou.

Mesmo aposentado, não parou de trabalhar e deu valiosas contribuições para o conhecimento e confirmação científica das propriedades farmacológicas de plantas medicinais. Publicou cerca de dez livros sobre o assunto, 153 artigos científicos e 409 comunicações em congressos.

Francisco José de Abreu Matos foi homenageado pelo CFF, em 2005, com a Comenda do Mérito Farmacêutico pelos serviços prestados à Farmácia, principalmente à Fitoterapia. Há 24 anos, Matos criou e coordenava o projeto Farmácias Vivas, presente em 40 Municípios cearenses e em mais cinco Estados brasileiros. “Sinto orgulho de ser homenageado, porque percebo que todo aquele trabalho desenvolvido, por tanto tempo e com tanto sacrifício, foi no caminho certo e está sendo de grande valia para a sociedade, para a Farmácia”, disse o professor, em entrevista concedida, uma semana antes da premiação.

LEGADO - Após a aposentadoria, Matos soube que 80% da população cearense não tinham recursos para comprar medicamentos e se tratava com plantas medicinais. Daí, surgiu a idéia de aplicar seus conhecimentos em Farmacologia, Botânica e Química Orgânica. Num levantamento das plantas que o povo utilizava, Matos encontrou cerca de 700 espécies, no Nordeste. Submetendo algumas a exames comprobatórios, ele descobriu que cerca de 70 plantas tinha ação comprovada cientificamente.

Nascia, então, o Projeto Farmácias Vivas. Além de aproveitar o conhecimento desenvolvido pela Universidade com plantas da região, as hortas medicinais facilitariam o acesso de pessoas carentes aos medicamentos. Hoje, o projeto consiste em selecionar as plantas comprovadamente eficazes, cultivá-las no Horto de Plantas Medicinais da UFC, batizado de “Professor Francisco José de Abreu Matos”, produzir as mudas e passá-las para as hortas comunitárias.

No I Simpósio de Assistência Farmacêutica em Plantas Medicinais e Fitoterápicos no Sistema Público de Saúde realizado, em agosto deste ano, em Cuiabá (MT), Matos, na palestra de abertura, apresentou o projeto Farmácias Vivas aos participantes e disse que seu trabalho estava longe de ser concluído, apesar de já ter alcançado prestígio internacional. “Ainda há muito trabalho a ser feito. É preciso formar mais gente, difundir mais essa idéia”, concluiu Matos, reafirmando o sonho de implantar as Farmácias Vivas, nos 184 municípios cearenses. Para os interessados no projeto, ele desejou que acontecesse o mesmo que ocorreu com ele: “Que as pessoas se apaixonem pela idéia e a levem em frente”.

O farmacêutico Ely Eduardo Saranz Camargo, Conselheiro Federal pelo Estado de São Paulo, é um incentivador da fitoterapia e seguidor do professor Francisco José de Abreu Matos. “Perdemos o ícone da fitoterapia, no Brasil, mas como professor, ele deixa muitas contribuições técnicas e muitas lições de vida. Uma delas é o exemplo de perseverança, mais um motivo para que demos continuidade ao seu trabalho, ao trabalho com plantas, que é a essência da Farmácia”, completou. 

O Presidente do Conselho Federal de Farmácia, Jaldo de Souza Santos, lamenta o falecimento do professor Matos. "A Farmácia perde um grande mestre, mas a nossa grande homenagem ao farmacêutico  Francisco José de Abreu Matos será a continuidade do seu trabalho", finalizou Souza Santos.
 

Fonte: CFF
Autor: Veruska Narikawa

Fotos Relacionadas

TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700