12/08/2019 - Realizado em Recife o II Seminário de Farmácia e Vigilância Sanitária do CFF

 A participação do farmacêutico na vigilância sanitária, além de qualificar o trabalho da equipe, é fundamental para a proteção da saúde pública. O recado foi dado na manhã do dia 08 de agosto, durante o II Seminário de Farmácia e Vigilância Sanitária do Conselho Federal de Farmácia (CFF), realizado em Recife (PE).

Organizado pelo Grupo de Trabalho sobre Vigilância Sanitária do CFF (GT VISA/CFF), o evento foi realizado na Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS) e contou com apoio do apoio do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE).

Ao abrir os trabalhos o farmacêutico Osório Paiva destacou que, mesmo com pouco tempo de existência, o GT sobre Vigilância Sanitária do CFF tem um legado de importantes contribuições para a área. A mesa e abertura do seminário foi composta ainda por Yannie Gonçalves (Anvisa), Suziane Lopes (Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária) e Cláudio Caldas (CRF-PE).

A programação do evento foi aberta com a palestra “A importância do farmacêutico nas equipes de vigilância sanitária”, proferida pelas farmacêuticas Hortência Salett Muller e Ernestina Rocha de Sousa, que integram o GT do CFF. Ainda como atividade da manhã, a especialista em vigilância sanitária e regulação da Anvisa, Yannie Gonçalves proferiu a palestra “Sistema de Notificação de Eventos Adversos de Medicamentos e Vacinas Vigimed”.

A programação foi retomada à tarde com o tema “As ações de vigilância sanitária na perspectiva da farmácia como estabelecimento de saúde”, com apresentação de Tatiana Jubé, especialista em Vigilância Sanitária e Regulação da Anvisa. Na sequência, o Corregedor da Anvisa, Ivon Nelson Carrico falou sobre a atuação da Agência hoje e seus desafios para o futuro.

O II Seminário de Farmácia e Vigilância Sanitária foi encerrado com a apresentação do farmacêutico Alexandre Henrique Magalhães (GT VISA/CFF), abordando caso de sucesso em ações conjuntas realizadas pelo Conselho Regional do Farmácia do Mato Grosso, Vigilância Sanitária e Procon daquele estado.

 

Fonte: CRF-PE
Autor: Comunicação

Fotos Relacionadas