12/09/2013 - Preço de remédio genérico tem grande variação na capital paulista

Um estudo divulgado ontem pela Fundação Procon de São Paulo revela que o preço de medicamentos genéricos nas farmácias da capital é, em média, 56,63% mais barato do que o dos medicamentos equivalentes de marca.


A pesquisa, feita em 15drogarias distribuídas pelas cinco regiões da cidade, mostra também que a zona sul é a que oferece remédios mais baratos.


Foram analisados 58 medicamentos. Entre os 29 genéricos avaliados, a variação de preço foi de até 1.132% - o diclofenaco sódico de 50 mg, indicado para artrite e reumatismo, pode ser comprado por R$ 1 ou R$ 12,32, dependendo da farmácia.


Na comparação entre 29 medicamentos de referência, a maior diferença foi registrada no anti-inflamatório Dexason, que variou de R$ 2,10 a R$ 9,75.


"São diversos fatores que influenciam no valor, mas o principal é o porte dos laboratórios. Os maiores têm poder de barganha para reduzir o preço", explica Cristina Martinussi, assessora técnica do Procon-SP.


Segundo ela, os genéricos mais baratos foram encontrados em um estabelecimento da região central da capital paulista, mas, na média, os valores mais baixos estão nas farmácias da zona sul "A localização da loj a e a renda média da vizinhança podem ser decisivos para reduzir o preço", diz Martinussi.

Fonte: O Estado de S.Paulo

Fotos Relacionadas